Ignorãça (Montagem Teatral)


Ignorãça é uma grafia inventada pelo poeta Manoel de Barros. A palavra não tem sentido negativo, mas positivo, pois para o autor, a criação começa na própria ignorância.

Assim, deve-se desconhecer para conhecer, partir de uma realidade que ignora pré-conceitos e significados para (re)colocar a pergunta. Trata-se de deslocar a representação da realidade, desejar o dessaber.

Esta montagem não é sobre a poesia de MB, mas uma tentativa de explorar sua lógica de experimentação no corpo e na cena.

Desconhecer; desinventar; repetir até ficar diferente; mudar a função do verbo; desarrumar; constituir uma nova temporalidade; produzir novos comportamentos.

Nesta composição, ignorância é uma condição particular de conhecimento. É um estado de ser como modo de desfrutar a vida, de recuperar o sentido de nossos movimentos rotineiros, de tentar remover os gestos anestesiados e mecânicos.

Direção Jussara Xavier
Gênero: Dança/Teatro
Duração: 60min
Classificação: Livre
Recomendação Etária:12 anos

Dia 23 de outubro de 2015 - 19h30
Espaço II - Centro de Artes da UDESC
Avenida Madre Benvenuta, nº 1907 Itacorubi