4ª Roda de Negócios Teatrais.  

24º Festival Isnard Azevedo

4ª Roda de Negócios Teatrais.  

25 de setembro de 2019 Sem categoria 0

Curadores de importantes festivais de artes cênicas do Brasil estarão na cidade de Florianópolis a convite do Floripa Teatro – 24º Festival Isnard Azevedo para participarem da 4ª Roda de Negócios Teatrais.

 

A 4ª Roda de Negócios Teatrais se trata de um espaço no qual os artistas e grupos teatrais da cidade de Florianópolis terão a oportunidade de conhecer curadores e programadores de grandes festivais do país, apresentando a estes o portfólio de seu grupo e espetáculos em repertório.

 

O objetivo da ação é facilitar e criar novas possibilidades de network dos grupos da cidade com produtores culturais de outras regiões do país, viabilizando, assim, a possibilidade de acesso à programação de grandes festivais, abrindo portas para a circulação de seus trabalhos. Ações semelhantes são realizadas em importantes festivais brasileiros e a iniciativa tem sido considerada um espaço que vai ao encontro das novas políticas culturais – em sua dimensão econômica – criando espaço e ambiência propícios para a interlocução entre artistas e agentes culturais diversos.

 

A 4ª Roda de Negócios Teatrais integra a programação do Floripa Teatro – 24º Festival Isnard Azevedo e será realizada nos dias 27 de setembro de 2019, no auditório da Casa da Memória de Florianópolis, na Rua Padre Miguelino, Centro de Florianópolis/SC.

 

Nesta edição, o evento contará com a presença de representantes de importantes festivais de teatro como: Alexandre Vargas (Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre); Alaôr Rosa (Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília); Aline Vila Real (FITBH); Maria Teresinha Heimann (FENATIB – Festival Nacional de Teatro Infantil de Blumenau), Cynthia Margareth (Feverestival – Festival Internacional de Teatro de Campinas), Michele Rolim  e Afonso Nilson.

 

Para participar da 4ª Roda de Negócios Teatrais, os artistas e grupos interessados deverão enviar até 26 de setembro de 2019, um e-mail para floripateatro@gmail.com, solicitando sua inscrição.

 

A Comissão Organizadora do Festival retornará por e-mail, agendando o horário de participação de cada grupo. Individualmente, no dia do evento e no horário marcado pela organização do festival, o artista ou o(s) representante(s) do(s) grupo(s) terão um tempo para apresentarem presencialmente sua proposta e teaser do(s) espetáculos.

 

Poderão ainda entregar, para cada festival que se interessarem, suporte de mídia (CD ou pendrive) com informações sobre o grupo e espetáculo (releases, imagens, links e outros conteúdos).

Orientações:

  Cada artista/grupo contará com o tempo de 5 minutos para sua apresentação.

  As apresentações serão individuais entre grupo/artista com os curadores, contando com a participação de membros da Comissão Organizadora do Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo.

  No local estará à disposição dos grupos/artistas, computador e projetor multimídia (data show).

  Na oportunidade, os grupos/artistas poderão entregar aos curadores, material informativo sobre o grupo e espetáculos. Observamos, porém, que seja evitado volumes em formato papel, dando preferência para suportes como DVDs e pendrive.

O quê: 4ª Roda de Negócios Teatrais – Floripa Teatro – 24º Festival Isnard Azevedo

Quando: 27 de setembro de 2019

Onde: Auditório da Casa da Memória – Rua Padre Miguelino, 58, Centro

Quanto: gratuito

Agendamento: para artistas e grupos de Florianópolis até 26 de setembro de 2019 (ou enquanto houver horário livre para agendamento) através de solicitação de agendamento para o e-mail floripateatro@gmail.com

 

 

CURADORES

 

ALAÔR ROSA

Ator, produtor, diretor, coordenador e diretor de produção desde 1980 e no cenário cultural brasiliense desde 1986. Diretor de Produção de Festivais de Teatro, Música e Dança, Aniversários de Brasília, várias edições do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Sete edições do projeto Temporadas Populares, Festival Nacional da Juventude, Todos os Sons, Planeta Circo, MIT – Mostra Internacional de Teatro de Brasília, Cerrado Sempre Vivo, Brasília Music Festival, I Festival Internacional das Artes de Brasília, Copa das Confederações, Fifa Fan Fest, Renato Russo Sinfônico. Direção de Produção do Cena Contemporânea – Festival Internacional de Brasília, da 3º a 19º edição e a partir da 16º assinou também a direção artística responsável pela curadoria do Festival. Participou de encontros em mercados e feiras de negócios em diversos festivais pela América Latina, Europa e Asia. Tais como: Girart, Córdoba – Argentina; Enartes, CDM – Mexico; Platea, Santiago a Mil – Chile; Pams – Coreia do Sul; Micsur – Colômbia; FIA – Costa Rica; Loja Artes Vivas – Equador; Dféria, San Sebastian – Espanha; Grec, Barcelona – Espanha; Almada – Portugal; Avigon – França; Bienal de Veneza – Itália; Festival de Outono de Paris; Santiago Off – Chile; Fiba – Argentina e pelos festivais internacionais de teatro no Brasil.

 

 

ALINE VILA REAL é atriz, produtora e gestora cultural. A produtora mineira Aline Vila Real foi uma das integrantes do Grupo Teatral Espanca!. Coordenando a produção de todos os projetos do coletivo, Aline também dirigiu o último espetáculo do grupo, PassArão (2017), e contribuiu na dramaturgia da obra invisível, de Mariana Nunes (Rio de Janeiro, 2016). Especialista em comunicação social: imagens e culturas midiáticas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).Também faz parte do Coletivo de Negras Autoras e é idealizadora do Polifônica Negra – Mostra Artística de Teatro Negro de Belo Horizonte. Aline Vila Real foi curadora na Mostra Benjamin de Oliveira (2016) e no Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto (2015), ambos na capital mineira. Além disso, atuou na performance Guandu (2014), dirigida por Alexandre de Sena e apresentada no Festival de Teatro do Agreste (FETEAG), em Caruaru (PE). Atualmente é Diretora de promoção das artes da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte envolvida com a realização do FIT-BH Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte e FAN Festival de Arte Negra.

 

ALEXANDRE VARGAS

É artista de teatro, empreendedor cultural, pesquisador e curador de artes cênicas. Por mais de 30 anos desenvolve uma intensa atividade relacionada às artes cênicas, especialmente no teatro, como criador, intérprete, diretor e gestor cultural. Criador e diretor artístico do Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre, colaborador em comissões de seleção e curadorias independentes para outros festivais no Brasil. Idealizador e coordenador da 1ª. Bienal de Dramaturgia Qorpo Santo e é diretor do Centro de Pesquisa Teatral do Ator (CPTA). É representante da La Red de Promotores Culturais da América Latina e Caribe no Rio Grande do Sul e integrante da Rede Brasileira de Festivais de Teatro, na qual é um dos articuladores do SIFTB – Sistema de Indicadores dos Festivais de Teatro do Brasil. É diretor do INTERCENA – Programa de Internacionalização das Artes Cênicas do Estado do Rio Grande do Sul.

 

AFONSO NILSON BARBOSA DE SOUZA é dramaturgo, crítico e curador de teatro. Participa regularmente de várias seleções de espetáculos para festivais e mostras, e escreve para sites de crítica teatral e cadernos de cultura. Realiza trabalhos ligados à produção e circulação de espetáculos, bem como de fomento à dramaturgia. Doutorando em Teatro pela Udesc, com pesquisa sobre dramaturgia contemporânea brasileira. Em 2015 recebeu o Prêmio Iberoamericano de ensaios sobre teatro CELCIT.  É membro da International Association of Theatre Critics (IATC), filiada à Unesco. Atua como curador independente e já realizou curadoria para vários eventos do SESC e festivais de SC como Festival Nacional de Chapecó, Tecendo o Riso, de Concórdia; Festival de Balneário Piçarras; Toni Cunha, de Itajaí e outros.

 

CYNTHIA MARGARETH é gestora cultural, acredita na produção criativa e em projetos colaborativos. É bacharel em artes cênicas, graduada em 2004 pela Universidade Estadual de Londrina, estagiou com Teatro Potlach-Itália. Atualmente é coordenadora de produção do LUME Teatro, Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da UNICAMP, diretora geral do FEVERESTIVAL (Festival Internacional de Teatro de Campinas) e colaboradora na gestão de equipe do FIMC (Festival Internacional de Máscaras do Cariri).

 

MARIA TEREZINHA HEIMANN é professora, pesquisadora, arte-educadora e artista plástica. Formada nos cursos de Educação Artística e Bacharel Direito em 1988 com Mestrado em Educação do Ensino Superior em 1995. Integrou a equipe de criação do Festival de Teatro Universitário de Blumenau em 1987 e foi a idealizadora em 1997 do FENATIB – Festival nacional de Teatro Infantil de Blumenau, e em 1998 do FESTFOLKE, evento nacional de folclore, além de possuir vários textos publicados e participações em Conselhos Culturais. Administrou a THF Eventos de 2005 a 2013 e atualmente é a presidente do Instituto de Artes Integradas de Blumenau e coordenadora do 18º FENATIB. Definiu sua linha de trabalho dentro da arte-educação teatro e artes plásticas. Por vários anos atuou como professora na Universidade Regional de Blumenau, nos Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Educação Artística, na disciplina Estética. Atuou no curso de pós-graduação na Fundação Universidade de Chapecó.

 

MICHELE ROLIM  é jornalista, pesquisadora e crítica teatral. Doutoranda e mestra em Artes Cênicas (UFRGS) e graduada em Jornalismo (PUCRS).  Desenvolve pesquisa sobre curadoria em festivais de artes cênicas. Trabalha na imprensa cultural desde 2009 – foi setorista de artes cênicas do Jornal do Comércio, de 2009 a 2017, responsável pela cobertura de artes cênicas no Jornal do Comércio, em Porto Alegre. Participou dos júris do Prêmio Açorianos de Teatro, do Troféu Tibicuera de Teatro Infantil (ambos da Prefeitura de Porto Alegre) e do Prêmio Braskem em Cena no festival internacional Porto Alegre Em Cena. É editora do site Agora Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) e membro da Associação Internacional de Críticos de Teatro, AICT-IACT (www.aict-iatc.org), filiada à Unesco e da FIBRA – Rede de Festivais Internacionais Brasileiros para Crianças e Jovens. Autora do livro “O Que Pensam os Curadores de Artes Cênicas” (2017, editora Cobogó). Vem atuando como crítica e debatedora em diversos festivais de artes cênicas brasileiros.

 

ALINE VILA REAL é atriz, produtora e gestora cultural. A produtora mineira Aline Vila Real foi uma das integrantes do Grupo Teatral Espanca!. Coordenando a produção de todos os projetos do coletivo, Aline também dirigiu o último espetáculo do grupo, PassArão (2017), e contribuiu na dramaturgia da obra invisível, de Mariana Nunes (Rio de Janeiro, 2016). Especialista em comunicação social: imagens e culturas midiáticas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).Também faz parte do Coletivo de Negras Autoras e é idealizadora do Polifônica Negra – Mostra Artística de Teatro Negro de Belo Horizonte. Aline Vila Real foi curadora na Mostra Benjamin de Oliveira (2016) e no Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto (2015), ambos na capital mineira. Além disso, atuou na performance Guandu (2014), dirigida por Alexandre de Sena e apresentada no Festival de Teatro do Agreste (FETEAG), em Caruaru (PE). Atualmente é Diretora de promoção das artes da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte envolvida com a realização do FIT-BH Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte e FAN Festival de Arte Negra.